Mais de 17 mil Mulheres Já Baixaram o Desafio que derrete gordura! Cadastre seu E-mail para Receber Grátis!

Bem-Estar

Diabetes Mellitus tipo 1: Sintomas, Tratamento e Riscos

Rate this post

Diabetes mellitus tipo 1 é uma doença causada pela alteração da insulina, a qual não executa a sua função corretamente, e assim, acumulando açúcar no sangue e trazendo diversos malefícios à saúde.

A diabetes mellitus possui alguns tipos, a diabetes tipo 1, tipo 2 e a gestacional.

Neste artigo falarei sobre a diabetes tipo 1. Saiba mais adiante!

diabetes mellitus tipo 1

O que é diabetes mellitus tipo 1?

A diabetes mellitus tipo 1 é uma doença que não tem cura, esse tipo de diabetes é crônico, e é provocada porque o pâncreas não produz insulina, ou produz em quantidade insuficiente para realizar as funções necessárias.

A insulina é um hormônio que regula o nível de glicose nas células do corpo humano.

O diabetes tipo 1 é também chamado de diabetes dependente de insulina . Seu nome vem da necessidade de os pacientes aplicarem insulina sintética na forma de injeções.

O dano pancreático pode ocorrer por vários motivos – por exemplo, infecção viral. Mas a causa principal é causada devido aos processos auto – imunes que percebem as células pancreáticas produtoras de insulina como “estranhas”, e direcionaram seus complexos imunes a elas, desativando-as.

A diabetes tipo 1 é mais comum é crianças, adolescentes e jovens.

Quais as causas da diabetes tipo 1?

A diabetes tipo 1 é uma doença autoimune (ação anormal do sistema imunológico): o corpo não mais reconhece as células beta e as destrói através de anticorpos e células T.

Logo, a glicose não entra no interior das células e se acumulam no sangue, resultando em taxas elevadas de glicose no sangue.

 

A causa dessa reação auto-imune ainda é desconhecida, não há conclusões de como ela é desencadeada em algumas pessoas e não em outras.

 

No entanto, vários fatores também contribuem para o desenvolvimento da diabetes tipo . Dentre eles estão:

 

  • Fatores ambientais ainda pouco conhecidos como tóxicos, vírus, etc.

 

  • Além disso, a diabetes Tipo 1 é muitas vezes associada a outras doenças auto-imunes ( tireoidite de Hashimoto , doença de Graves , mixedema idiopático, doença de Addison , anemia perniciosa , vitiligo , doença celíaca, etc.);

 

  • A predisposição genética para tipo 1 relacionadas com a diabetes  genes do sistema HLA localizado no braço curto do cromossoma 6.

 

Ao contrário do diabetes tipo 2, em que esses sintomas se instalam de maneira gradativa. Nesse cenário, o corpo começa a quebrar a gordura e músculo para gerar energia. Quando a gordura é utilizada para produzir energia, corpos cetônicos são produzidos e entram na corrente sanguínea, causando um desequilíbrio chamado de cetoacidose diabética química. Os sintomas da cetoacidose diabética são:

 

As causas da diabetes tipo 1 pode ocorrer por uma herança genética em conjunto com fatores ambientais como infecções virais.

Genética

É muito importante conhecer o histórico familiar, pois quando existe algum parente próximo, como pai, mãe, irmãos ou filhos, que teve ou tem diabetes, há uma grande probabilidade de desenvolver esta doença.
Se você apresentou alguma alteração no exame específico,  é importante que procure um médico especialista na área, e relate sobre o histórico de diabetes familiar.

 


Obesidade

No caso da obesidade que é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, acompanhada por um aumento de peso que se torna perigoso à saúde. É necessário uma mudança radical nos hábitos alimentares,

Inserindo hábitos e alimentos mais saudáveis, e realizando uma reeducação alimentar.


Sedentarismo

 

A vida moderna trouxe juntamente com ela o grande mal do século, o sedentarismo. A tecnologia avançou, porém as pessoas se acomodam cada vez mais em uma bela poltrona e se deleitam em seus computadores, tablets e smartphones. Essa prática tem tornado as pessoas mais acomodadas é longe das atividades físicas, o corpo gasta menos energia, o que tem como possíveis conseqüências a obesidade, e o grande risco de diabetes.

Colesterol Alto

O excesso de colesterol no sangue pode causar a aterosclerose, doença caracterizada pela formação de placas no interior das artérias, que vão dificultar a passagem do sangue, isso porque ele é um tipo de gordura que está presente em alimentos como ovos, carnes gordas e derivados do leite.

Pressão Alta

A hipertensão é muito comum e atinge jovens, adultos e idosos, independentemente do sexo. O aumento da pressão, faz com que o coração faça mais força para impulsionar o sangue para o todo o corpo.

Comprometendo a circulação e causando danos a órgãos vitais, entre eles, o cérebro, os rins e o coração. A hipertensão é uma doença extremamente perigosa, e silenciosa, não apresentando nenhum sintoma às vezes.

Está sempre em alerta quando se tem uma predisposição a tê-la, aferindo a pressão periodicamente, ou sempre que houver necessidade. Pois ela é um dos fatores de risco para o desenvolvimento do diabetes.

 

Idade

O avanço da idade traz com ela algumas mudanças no nosso metabolismo, e para quem tem tendência ao desenvolvermos algumas doenças crônicas e familiar, essa predisposição fica muito maior. Por isso estar atento a sintomas relacionados a diabetes e realizar exames periódicos é sempre uma atitude correta, pois quando diagnosticado no início a diabetes apesar de não ter cura, iniciar o tratamento cedo sinaliza uma qualidade de vida melhor.

Quais são os sintomas?

diabetes tipo 1

Perda de peso anormal, mesmo comendo muito

-Vontade de urinar com mais frequência do que o normal

-Fome frequente
-Fraqueza
-Fadiga
-Nervosismo
-Alterações de humor

-Náusea e vômito.

 

Ao contrário do diabetes tipo 2, em que esses sintomas se instalam de maneira gradativa,. Nesse caso, o corpo começa a quebrar a gordura e músculo para gerar energia. Quando a gordura é utilizada para produzir energia, corpos cetônicos são produzidos e entram na corrente sanguínea, causando um desequilíbrio chamado de cetoacidose diabética química.

Os sintomas no no caso diabetes tipo 1 aparecem rapidamente, principalmente a vontade frequente de urinar, a sede excessiva e o emagrecimento rápido.

É necessário o diagnóstico rápido, para evitar consequências mais sérias, como o de as células do organismo não conseguirem a glicose necessária para produzir toda a energia elas precisam, desencadeando outros tipos de desequilíbrio no organismo.

 

Tratamento

 

O tratamento de diabetes tipo 1 exige desenvolver uma vida saudável, com exercícios físicos e um controle rigoroso da glicemia. Desse modo, evitando futuras e possíveis complicações que a doença de diabetes pode desenvolver.

 

Os principais cuidados para tratar o diabetes incluem:

 

  • Aplicação de insulina diariamente;
  • Reeducação alimentar, baseada em uma dieta específica para cada tipo de diabete.
  • Prática de atividades e exercícios físicos;
  • Realizar exames periodicamente;

 

E o mais importante em todos esses cuidados é o acompanhamento de um profissional médico.

 

Riscos

 

Os riscos mais prováveis da diabetes tipo 1 pode causar são:

Danos ao sistema imunológico, aumentando o risco da pessoa com diabetes contrair algum tipo de infecção, podendo levar ao estado de coma provocado pela hiperglicemia ou pela hipoglicemia.

Os níveis de glicose precisam ser devidamente tratados,para que a pessoa portadora da doença não desenvolva doenças ainda mais graves como catarata, cegueira, infarto do miocárdio, insuficiência renal, hipertensão arterial e gangrena provocada pela diminuição da circulação do sangue nos pés e pernas, podendo levar à amputação dos membros, e também impotência sexual masculina, doenças pulmonares e circulatórias.  

Podendo desenvolver cetoacidose diabética, uma complicação do diabetes que afeta pessoas portadoras do diabetes do tipo 1.

Gostou do artigo? Se foi útil para você, compartilhe-o em suas redes sociais. Se tiver dúvidas, você pode entrar em contato conosco ou deixar o seu comentário.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.