Alimentação

Jejum intermitente: Veja Benefícios e Como Fazer

Você já ouviu falar sobre o jejum intermitente? Esse método já conquistou muitas pessoas, mas o jejum é muito mais que um método de emagrecimento, é um estilo de vida a ser seguido para uma melhor qualidade de vida e mais saúde do corpo. Isso porque além de emagrecer, o jejum intermitente conta com vários benefícios à saúde como aumento de energia, melhora das funções cognitivas e melhora de pele e cabelos. Ou seja, se o seu objetivo é emagrecer com saúde, com certeza o jejum intermitente será um grande auxílio para você.

Geralmente, é indicado o jejum entre 10 e 24 horas, podendo ser feito diariamente ou de forma intercalada, dependendo do perfil e necessidade de cada pessoa.

jejum intermitente

O que é jejum intermitente?

O jejum intermitente é um método de emagrecimento em que a pessoa jejua por um determinado período, e se alimenta durante as janelas de alimentação. O período de jejum pode variar de acordo com a disposição de cada indivíduo, bem como outros fatores que envolvem o peso, propensão a distúrbios alimentares, e capacidade de se manter firme durante o jejum.

O jejum intermitente é indicado para todos?

Apesar do jejum intermitente ser um método bastante benéfico para a saúde, ele não é indicado para todas as pessoas;

Primeiramente porque esse jejum requer muita disciplina e autocontrole, pois passar horas sem comer não é uma tarefa fácil, e é necessário planejamento e o acompanhamento com um médico ou nutricionista, pois pode ocorrer complicações, portanto, não é indicado para todo mundo.

Por exemplo, este método é contraindicado para:

Gestante e lactantes

As mulheres grávidas precisam se alimentar adequadamente, a fim de manterem-se bem nutridos, tanto ela como o bebê, pois ele suga os nutrientes da mãe. Assim também como as mulheres em fase de amamentação, pois todos os nutrientes são direcionados para o leite materno.

Portanto, o jejum intermitente não é indicado para gestantes e lactantes, visto a necessidade nutricional.

Crianças e adolescentes

Crianças e adolescentes estão em fase de desenvolvimento, e por isso, precisam ingerir uma grande quantidade de nutrientes e vitaminas para se desenvolverem, por isso o jejum não é indicado para crianças e adolescentes.

Pessoas com distúrbios alimentares

O jejum intermitente tem alguns efeitos colaterais como a compulsão alimentar, e pessoas que são propensas a esses distúrbios não podem utilizar o método de jejum intermitente, pois podem entrar em quadros de compulsão alimentar e trazer mais malefícios do que benefícios para a saúde.

Pessoas muito magras

Pessoas muito magras não podem fazer jejum intermitente, isso porque durante o jejum, as células se utilizam da gordura estocada para gerar energia e realizar as funções do corpo. E pessoas muito magras e abaixo do peso não possuem gordura estocada, ou possuem muito pouco, e ao fazer jejum, pode ocorrer fraqueza muscular, tontura, desmaios e vertigem.

Benefícios do jejum

jejum intermitente funciona

“O Jejum é para mim a chave para a eterna juventude. O segredo da saúde permanente. É a válvula de segurança da natureza, uma proteção automática contra as doenças.”

Upton Sinclair, escritor e reformador social-1911

Upton era escritor, estudioso e pesquisador social, e mesmo em uma época muita antiga, ele descreve da melhor forma os benefícios que o jejum proporciona. Hoje, depois de  pesquisas e estudos, foi comprovado os benefícios do jejum, veja alguns deles:

Reparo celular

Quando estamos sempre nos alimentando, o corpo vive trabalhando para realizar os processos metabólicos. Mas durante o jejum, o “trabalho” celular muda, as células começam a reparar danos que tenham no corpo, ou seja, elas realizam o processo de reparo celular, e até mudam a maneira como os genes se expressam. Esse processo cura inflamações e também previne vários tipos de doenças e até mesmo câncer.

Reduz a resistência à insulina

A diabetes tipo 2 se caracteriza pelos altos níveis de açúcar no sangue, e o jejum intermitente é capaz de reduzir significativamente os picos de açúcar, reduzindo a resistência à insulina e combatendo a diabetes.

Esse benefício que o jejum intermitente proporciona foi comprovado através de estudos em humanos, e mostrou uma redução de açúcar no sangue de 3 a 6%, e a insulina  em jejum foi reduzida em 20 a 31%.

Isso ocorre devido ao glucagon que só age durante o jejum. O Glucagon faz o processo antagônico da insulina, esse hormônio mantém os níveis de glicose sanguíneo através de vários processos bioquímicos.

Ajuda a emagrecer

Durante o jejum, o corpo vai em busca de gordura estocada para realizar os processos de metabolismo.Assim, as células começam a queimar essa gordura, e ajudando no emagrecimento de forma muito eficaz. É possível perder muito peso com jejum intermitente, pois realmente funciona, e o melhor, de forma natural.

Outros benefícios do jejum intermitente:

  • Previne o envelhecimento (Pois elimina as células ruins e produz células novas)

 

  • Proporciona mais clareza mental( Quando o corpo está em jejum, as funções cerebrais melhoram, aumentando o foco e a clareza mental)

 

  • Mais energia para o corpo ( Quando o corpo está sempre em atividade metabólica, a energia diminui. Mas durante o jejum, o corpo ganha mais energia)

Como fazer o jejum intermitente, e o que comer antes e depois do jejum

jejum emagrece

O jejum recomendado para os iniciantes é o de 12 horas. E pode ir aumentando conforme a adaptação, podendo chegar a 24 horas de jejum.

O que é permitido consumir durante o jejum?

Não é permitido nenhum tipo de suco, pois mesmo que seja um suco de frutas sem açúcar, a frutose já quebra o ciclo. É permitido durante o jejum somente líquidos como água, água com limão e café sem açúcar.

O que comer para quebrar o jejum?

Não há regra do que comer para realizar a quebra do jejum, mas o ideal é consumir uma refeição leve, com pouca gordura e rica em proteínas como omelete, carne grelhada e um mix de frutas secas, raízes como inhame, cará, batata doce e macaxeira.

Evitar alimentos gordurosos, doces, industrializados ( ex. enlatados, bolachas…)e cereais refinados como arroz, massas e pães.

O que comer durante as janelas de alimentação?

Igual na quebra de jejum, não há restrições alimentares. Porém é importante ter uma alimentação saudável e balanceada. Os melhores alimentos são os naturais, prefira uma dieta com muitas frutas, legumes, verduras.

Cuidados

O jejum intermitente pode causar compulsão alimentar, síndrome do intestino permeável, resistência à perda de peso, e quadros de inflamação.

Roger Collier publicou um artigo no Canadian Medical Association Journal (Jornal da Associação Médica Canadense, tradução livre) mostrando como é perigoso essa ideia de comer o que quiser durante as janelas de alimentação, isso cria um mecanismo mental para a compulsão alimentar, e esse fato foi comprovado com vários casos de pessoas que ao fazerem essa prática de jejum, caíram em comilança excessiva poucos dias depois.

A verdade é que jejum intermitente não é para todos, consulte um nutricionista para avaliar o seu caso, e se realmente esse método é ideal para você.

Se o seu objetivo é emagrecer, consulte o nutricionista e pergunte sobre o jejum intermitente, se você pode ou não aderir à esse método, e como realizar adequadamente a fim de extrair todos os benefícios desse método. Você também pode ficar por dentro de muitas dicas e conteúdos sobre saúde, dieta, emagrecimento e bem-estar, é só dar uma olhada nos outros artigos pelo blog.

Se ainda tiver dúvidas, entre em contato e deixe sua mensagem, será um prazer te ajudar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.