Reviews

Cloridrato de Tramadol: Para que Serve e Benefícios

O Cloridrato de Tamadrol, também conhecido comercialmente pelo nome Tramal,  tem como principais funções o efeito analgésico e anestésico que ajuda no tratamento de dor intensa ou moderada.  Ou seja, é um super analgésico.

O Tramadol é semelhante a analgésicos como morfina, contudo, diferenças como o efeito depressor sobre o sistema respiratório, não apresentam no Cloridrato de Tamadrol.

cloridrato de tramadol

cloridrato de tramadol

Composição:

Cápsulas:

Contém: Cloridrato de Tramadol

Excipientes: Celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, estearato de magnésio e dióxido de silício.

 

*Cada estojo de tramadol inclui 50 mg ou 100 mg de cloridrato de tramadol.

 

Gotas:

Excipientes: glicerol, propilenoglicol, sacarina sódica, ciclamato de sódio, polissorbato 80, sorbato de potássio,essência de menta e água

*Cada mL (1 mL = 40 gotas) de solução oral possui 100 mg de cloridrato de tramadol.

O tramadol pode ser tomado a qualquer hora do dia. A alimentação não intervém com o efeito do fármaco.

Como este medicamento atua?

O Cloridrato de Tramadol tem função semelhante ao da codeína e às endorfinas (usado no tratamento contra dores leves e moderadas). Ele se ajusta com os receptores opiáceos do cérebro e bloqueia a transmissão de estímulos de dor, impedindo que as mensagens de dor cheguem ao sistema nervoso central.

 

Quando esses receptores opióides estão ativos, o cérebro tem menor possibilidade de distinguir os sinais de dor enviados pelo corpo.

 

Indicações- Em que este medicamento auxilia?

 

Por ele ter potência 1\10 de 1\6 da potência da morfina, o Cloridrato de Tramadol é indicado para auxiliar no abrandamento da dor, independente do tempo que a dor alcança o paciente, de caráter agudo, subagudo e crônico. É uma versão sintética de analgésicos opiáceos e trabalha basicamente da mesma forma, ao diminuir a dor.

 

O Tramadol é indicado principalmente quando os analgésicos e os anti-inflamatórios normais não mostram um resultado suficiente. Geralmente, não se indica esses opioides até que analgésicos comuns tenham sido percebido sem êxito no controle da dor.

Alguns tipos de dores que podem ser tratadas com tramadol são:

  • Pós-operatório.
  • Infarto agudo do miocárdio.
  • Traumas.
  • Dor de origem oncológica.
  • Isquemia de membro.
  • Artrites e artrose.

 

Quanto tempo é iniciado o efeito do Cloridrato de Tramadol?

O princípio de ação do tramadol é relativamente rápido, a dor diminui após 30 a 60 minutos. Esse efeito analgésico pode durar de 4 a 8 horas, dependendo da causa e da intensidade da dor. O cume de ação tem o hábito de ser com 2 a 3 horas.

 

Quais os benefícios desse medicamento?

Estudos feitos pela universidade de São Paulo, em 2010, apontaram vários benefícios de seu efeito analgésico em cirurgias e, outros estudos feitos, apontaram que o Cloridrato de Tramadol pode ser muito eficaz para o tratamento da depressão maior refratário e depressão grave.

 

Estudo feito pela USP:

 

Foi estudado o efeito analgésico e anestésico  do Cloridrato de Tramadol aplicado localmente na extração dos terceiros molares em 52 pacientes, após a aplicação do Cloridrato de Tramadol, foi concluído que o anestésico foi eficaz no controle de dor pós-operatória de extração de terceiro molar incluso.

 

Outros estudos feitos:

tramadol

Os resultados iniciais sugerem que o Cloridrato de Tramadol pode ser muito eficaz para o tratamento da depressão maior refratário e depressão grave, mesmo em pessoas que não estavam melhorando em tradicional antidepressivo medicina.

 

O Tramadol apresenta uma ação similar (contudo mais fraca) a de alguns medicamentos antidepressivos, dificultando a recaptação de norepinefrina (monoaminas que mais influencia o humor, ansiedade, sono e alimentação) e serotonina nos neurônios, que compõem o sistema nervoso, e que também são neurotransmissores envolvidos nas vias da dor.

 

Contra-indicações do medicamento- Reações adversas:

O Cloridrato de Tramadol não é recomendado a pacientes nas seguintes situações:

  • História de reação alérgica ao tramadol ou a qualquer componente da fórmula.
  • Pacientes em tratamento com inibidores da MAO ou que tenham tomado qualquer medicamento desse grupo nos últimos 14 dias.
  • Pacientes com intoxicação aguda por álcool, hipnóticos, narcóticos, analgésicos de ação central, opioides ou psicotrópicos.
  • Crianças com menos de 12 anos.
  • História de asma grave ou durante crise aguda de asma.
  • Disfunção hepática grave.
  • Doença respiratória grave.

Gravidez:

 

Estudos revelaram que o tramadol, em doses altas, prejudica o desenvolvimento dos órgãos, ossificação e a taxa de mortalidade neonatal. O tramadol atravessa a barreira placentária, e por não haver disponíveis indícios na segurança de tramadol em mulheres grávidas, tramadol não deve ser utilizado durante a gravidez.

Em recém-nascido, pode induzir alterações na taxa respiratória. O uso crônico durante a gravidez pode levar a sintomas de abstinência no neonato.

O medicamento Cloridrato de Tramadol está classificado na categoria de risco de gravidez C. Em vista disso, não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

 

Efeitos Colaterais do Cloridrato de Tramadol:

 

Os efeitos colaterais mais comuns durante o tratamento com Tramadol são náusea e tontura, que ocorrem em mais de 10% dos pacientes.

Transtornos no sistema imunológicos:

  • Reações raras: Reações alérgicas (dificuldade em respirar, respiração ruidosa, inchaço da pele) e choque (falha súbita da circulação) ocorreram em casos muito raros

Transtornos do coração e circulação sanguínea:

  • Reações incomuns: Palpitação, batimento acelerado do coração, sentimento de desmaio ou colapso. Estes efeitos adversos podem ocorrer em pacientes na posição em pé ou sob estresse físico.
  • Reações raras: Batimento cardíaco lento.

Investigações:

  • Reações raras: Aumento na pressão sanguínea

Transtornos do sistema nervoso:

  • Reações muito comuns e comuns: Tontura, dor de cabeça e sonolência.
  • Reações raras: Sensações anormais (ex. coceira, formigamento, dormência), tremor, convulsões epilépticas, contrações musculares, movimento descoordenado, perda transitória da consciência (síncope), transtorno da fala, convulsões epilépticas ocorreram principalmente em altas doses de tramadol ou quando tramadol foi tomado ao mesmo tempo que outros medicamentos que podem induzir convulsão.

 

Transtornos psiquiátricos:

  • Reações raras: Alucinação; Confusão; Distúrbios do sono; Delírios; Ansiedade; Pesadelos.

Transtornos do olho:

  • Reações raras: Miose; Midríase; Visão turva.

Transtornos gastrintestinais:

  • Reações muito comuns e comuns: Náusea; Constipação; Boca seca; Vômito.

  • Reações Incomuns: Ânsia de vômito; Desconforto gastrintestinal (uma sensação de pressão no estômago, distensão abdominal); Diarreia.

Transtornos da pele e tecidos subcutâneos:

  • Reações comuns: Hiperidrose.

  • Reações Incomuns: Reações dérmicas (ex.: prurido, rash, urticária).

Transtornos músculoesqueléticos e tecidos conectivos:

  • Reações raras: Fraqueza motora.

Transtornos hepatobiliares:

Em poucos casos isolados foi relatado aumento nos valores das enzimas hepáticas em associação temporal com uso terapêutico de Cloridrato de Tramadol (substância ativa).

Transtornos do trato urinário e renal:

  • Reações raras: Distúrbios de micção (disúria e retenção urinária).

Transtornos do sistema imune:

  • Reações raras: Reações alérgicas (como dispneia, broncoespasmo, tosse, edema angioneurótico); Anafilaxia.

Transtornos gerais e condições do local de administração:

  • Reações comuns: Fadiga.

 

O Cloridrato de Tamadrol só pode ser prescrito por um médico ou nutricionista. Nunca se automedique. Faça consultas e converse com seu médico sobre este medicamento e se o seu uso é indicado para o seu caso.

Gostou do artigo? Se foi útil para você, compartilhe-o em suas redes sociais. Se tiver dúvidas, você pode entrar em contato conosco ou deixar o seu comentário.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.